Super Fruits Slot

Entre levar para a garagem um veículo já disponível no mercado ou esperar a chegada de um novo modelo, o que fazer? Descubra a resposta em nosso guia!

Textos: Fernando Lalli e Gustavo de Sá

Se trocar de carro ou comprar o primei­ro zero-quilômetro está na sua lista de prioridades para este ano, não feche negócio antes de consultar nosso guia especial. O objetivo é mostrar se vale a pena fechar negócio com um modelo já disponível nas concessionárias ou aguardar a chegada de um veículo inédito ou atualizado que está para sair do forno. Neste terceiro duelo (de sete ao todo), confira o embate entre o Volkswagen Golf e o futuro Volkswagen Polo GTS.

Veja também:

Compro Agora ou Depois: Chevrolet Cobalt x Novo Prisma

Compro Agora ou Depois: Citroën C4 Cactus x Peugeot 2008 reestilizado

AGORA

Volkswagen Golf

A vida dos hatches médios não anda nada fácil no Brasil. Ford e Peugeot já confirmaram a interrupção nas vendas dos atuais Focus e 308, respectivamente, sem chance de sucessores no curto ou médio prazo. Neste segmento restarão, portanto, o líder Chevrolet Cruze Sport6 e o Volkswagen Golf.

O modelo produzido em São José dos Pinhais (PR) é vendido atualmente em três configurações: Comfortline 200 TSI (R$ 91.790), Highline 250 TSI (R$ 112.190) e GTI 350 TSI (R$ 149.290). Porém, as duas variantes mais baratas terão forte fogo amigo em do­bro nos próximos meses, com a estreia do VW T-Cross (também produzido no Paraná) e do Polo GTS, este último com preço estimado na casa dos R$ 95 mil.

O Golf traz de série desde a versão básica sete airbags, sensores de estacionamento na dianteira e traseira, câmera de ré, controles de tração e esta­bilidade, central multimídia com tela de 8” e volante multifuncional em couro com borboletas. A oitava ge­ração do hatch é aguardada para o segundo semes­tre na Europa. Por aqui, a marca deve focar em no­vas versões de nicho, como a híbrida (GTE), elétrica (e-Golf) e esportiva (GTI). Portanto, caso sua escolha seja pelo médio da Volkswagen, vale negociar gene­roso desconto na linha atual. Ou esperar pela chega­da do Polo GTS.

DEPOIS

VW Polo GTS

Não teremos no Brasil o Polo GTI europeu, que traz motor 2.0 TSI com 200 cv e câmbio DSG de seis marchas. A razão é que o preço ficaria muito próximo ao do Golf GTI, na casa dos R$ 140 mil. A filial brasileira da marca, então, decidiu criar uma versão nacional com visual muito próximo ao do GTI original, mas com coração mais manso.

O inédito Polo GTS terá o mesmo 1.4 TSI usado no Golf Highline, com 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque. Câmbio será sempre automático de seis marchas. Faróis em LED, para-choques, rodas de liga leve de 18 polegadas, saída dupla de escapamento e aerofólio traseiro: tudo será idêntico ao GTI europeu (exceto, obviamente, pelos emblemas na carroceria).

Na cabine, haverá bancos exclusivos, apliques vermelhos ao redor das saídas de ar e costuras na mesma cor para o volante em couro. O GTS deverá ter acerto de suspensão exclusivo, mas sem mudan­ça no tipo de construção (McPherson na dianteira e eixo de torção, na traseira). O hatch deve ter preço na casa dos R$ 95 mil, o que pode parecer caro para um hatch compacto. Mas não custa lembrar que a quarta geração do Polo GTI, com motor 1.8 turbo de 150 cv e duas portas, chegou importada ao Brasil em 2007 por R$ 99,5 mil. Portanto, a espera pelo Polo GTS vai valer a pena!

Share This
Super Fruits Slot Mapa do site