Super Fruits Slot

Fábrica VW T-Cross

Anfavea diz que todas as empresas associadas estão se preparando para a suspensão das atividades das fábricas

 

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) confirmou na noite desta quinta-feira (19) que, devido ao agravamento da crise do novo coronavírus (Covid-19), todas as fabricantes associadas estão “analisando e se preparando para tomar ações de paralisação das suas fábricas no Brasil”. Volkswagen e Toyota foram as primeiras a confirmar oficialmente a suspensão de todas as atividades fabris no País a partir da próxima semana.

Na Volkswagen, a interrupção das atividades será a partir de segunda-feira (23/3) e se estenderá por, ao menos, três semanas. A empresa de origem alemã possui fábricas de automóveis em São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP) e São José dos Pinhais (PR), além da fábrica de motores de São Carlos (SP). A unidade paranaense é compartilhada entre Volkswagen (T-Cross e Fox) e Audi (A3 Sedan). De acordo com o grupo, todas as linhas serão temporariamente interrompidas.

Segundo comunicado emitido pela fabricante, os empregados da área administrativa continuam em trabalho remoto e os da linha de produção, em folgas administradas por banco de horas até 30 de março. A partir do dia 31 do mesmo mês, os trabalhadores da Volkswagen entrarão em férias coletivas por duas semanas. “Ambas as medidas são parte das ferramentas de flexibilização previstas em acordo coletivo de trabalho”, informa a marca.

Fábrica da Toyota em Sorocaba

Toyota

Já a Toyota irá suspender a produção em todas suas fábricas no Brasil a partir de terça-feira (24), com retorno previsto para 6 de abril. A fabricante de origem japonesa possui unidades em São Bernardo do Campo, Sorocaba, Indaiatuba e Porto Feliz, todas no Estado de São Paulo.

“A Toyota oferece suas condolências a todos os que perderam entes queridos em todo o mundo desde o início desta pandemia, bem como se solidariza a quem foi afetado pelo surto de coronavírus. Tomamos decisões com base na segurança de nossos funcionários e de outros stakeholders [públicos de interesse] e em consideração às pessoas que atualmente lidam com esse surto, além de seguir as diretrizes das autoridades locais”, diz o comunicado da marca.

Fábrica da Ford em Camaçari

Ford e Troller

A Ford também confirmou que irá suspender temporariamente a produção nas fábricas no Brasil – Camaçari (BA), Taubaté (SP) e na unidade da Troller em Horizonte (CE) – e na fábrica de Pacheco, na Argentina. A paralisação entra em vigor nas unidades brasileiras a partir de segunda (23) e segue até o dia 13 de abril; na Argentina, acontecerá de quarta (25) a 6 de abril.

BMW

A BMW anunciou a suspensão temporária da planta de Araquari (SC) a partir do dia 30 de março, com retorno das atividades previsto para 22 de abril. A empresa informa que “não há problemas com o fornecimento de peças ou processos de logística e que todos os projetos previstos este ano para a fábrica de Araquari serão mantidos. A empresa espera recuperar os dias de produção no terceiro e quarto trimestres”.

FCA

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) também adotará a diminuição gradual da produção em suas fábricas no Brasil – que incluem Betim (MG), Goiana (PE) e Campo Largo (PR) – a partir de 24 de março. A paralisação total está prevista para o dia 30 de março, com retorno em 21 de abril.

“A FCA anuncia também o adiamento imediato de todos os eventos e ações de produto (lançamentos, apresentações, cursos e treinamentos, etc.) previstos no Brasil. Os mesmos serão reagendados oportunamente”, informa a empresa em seu comunicado oficial.

Honda

A Honda comunicou que, a partir da próxima quarta-feira (25), irá suspender a produção em Sumaré e Itirapina (SP) por 20 dias. O retorno está previsto para 14 de abril, podendo ser postergado para 27 de abril. “Durante esse período, os colaboradores envolvidos diretamente no processo produtivo entrarão em férias coletivas”, afirmou em seu comunicado oficial. Já a produção de motocicletas em Manaus (AM), no momento, seguirá em operação, com medidas adicionais de prevenção. “A parada da produção é uma alternativa em avaliação, em resposta ao provável avanço na disseminação do vírus no estado do Amazonas.”

Renault

A Renault do Brasil também confirmou a suspensão das atividades industriais no Brasil em virtude da pandemia do novo coronavírus. A produção no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), será interrompida entre 25 de março e 14 de abril.

Ao longo desta sexta-feira (20), outras fabricantes associadas à Anfavea deverão oficializar as datas de paralisação de unidades no Brasil. Assim que ocorrer, esta reportagem será atualizada com o posicionamento de cada uma.

Atualizado às 17:43

Share This
Super Fruits Slot Mapa do site