Super Fruits Slot

Volkswagen Gol e Voyage 2019

Mudanças atingem toda a gama, de nova calibração dos motores a opções que deixam o mercado como Gol e Voyage 1.6 8V ou Polo e Virtus MSI

 

As novas regras de emissões do Proconve L7 (PL7) exigiu que diversas fabricantes mexessem em seus produtos para se adequar às exigências já em vigor. A Fiat precisou alterar a calibração do motor 1.0 Fire Evo do Mobi, mesmo procedimento adotado pela Renault com o motor 1.0 SCe do Kwid. A Volkswagen, por sua vez, retirou do catálogo o motor  1.6 8V que equipava Gol, Voyage e Saveiro.

Nas palavras da própria fabricante: “foi necessário reduzir as emissões em, no mínimo, 38% para compostos orgânicos voláteis e óxidos de nitrogênio, em 23% para monóxido de carbono e em 25% para aldeídos em relação à legislação anterior, o PL6”.

Para atingir os níveis necessários, a empresa adotou atualizações de softwares de motor, transmissão e ar-condicionado, além de contar com o uso de pneus com baixa resistência ao rolamento e sistema Start/Stop.

O que mudou em cada modelo?

No caso de Gol e Voyage, eles passam a ser vendidos apenas com o motor 1.0 MPI de até 84 cv de potência e 10,4 kgfm de torque, atuando em conjunto com o câmbio manual de cinco marchas. Além disso, segundo a VW, motor e transmissão sofreram novas calibrações em seus sistemas de gerenciamento. Com isso, saem de cena o 1.6 8V de 101/104 cv e o 1.6 16V de 110/120 cv.

Já a Saveiro segue à venda com opções de cabine simples e dupla, mas sempre equipada com o motor 1.6 16V da família EA211 em todas as versões. Ou seja, a picape também aposenta o 1.6 8V.

A dupla Polo e Virtus ganhou sistema Start/Stop de série nas versões Comfortline e Highline, além do ar-condicionado Climatronic touch para a configuração Highline. Seguem as opções de motor 1.0 MPI (aspirado), 200 TSI (turbo) e 250 TSI (turbo, disponível nas versões esportivas GTS). Desse modo, hatch e sedã perdem as configurações intermediárias 1.6 16V MSI de até 120 cv.

O Nivus teve a adição de Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC), Frenagem Autônoma de Emergência (AEB) e Start/Stop de série em todas as versões, além de ganhar ar-condicionado Climatronic touch na configuração Highline. O T-Cross também recebeu ACC e AEB de série a partir da versão Comfortline 200 TSI, enquanto o Start/Stop está disponível em todas as versões do SUV.

No caso do Taos, o motor 250 TSI passou por novas calibrações do sistema de gerenciamento de motor para ficar mais eficiente, assim como aconteceu com os motores 3.0 turbodiesel V6 da picape Amarok e no 350 TSI do Jetta GLI.

 

Foto: Divulgação

Share This
Super Fruits Slot Mapa do site